CASA DO POETA | Onde a Literatura visita a Poesia

terça-feira, 8 \08\UTC julho \08\UTC 2008

LINGUAGE DOS ÓIO – Patativa de Assaré


HOJE, 08 DE JULHO, FAZEM 06 ANOS QUE O GRANDE POETA POPULAR DO CEARÁ, SE FOI A VER SUA VACA ESTRELA E SEU BOI FUBÁ….TANJA LÁ..QUE NÓS TANJEMOS CÁ…..PATATIVA!


Quem repara o corpo humano
E com coidado nalisa,
Vê que o Autô Soberano
Lhe deu tudo o que precisa,
Os orgo que a gente tem
Tudo serve munto bem,
Mas ninguém pode negá
Que o Auto da Criação
Fez com maior prefeição
Os orgo visioná.

Os óio além de chorá,
É quem vê a nossa estrada
Mode o corpo se livrá
De queda e barruada
E além de chorá e de vê
Prumode nos defendê,
Tem mais um grande mistér
De admirave vantage,

Na sua muda linguage
Diz quando qué ou não qué.

Os óios consigo tem
Incomparave segredo,
Tem o oiá querendo bem
E o oiá sentindo medo,
A pessoa apaixonada
Não precisa dizê nada,
Não precisa utilizá
A língua que tem na bôca,
O oiá de uma caboca
Diz quando qué namorá.

Munta comunicação
Os óio veve fazendo
Por izempro, oiá pidão
Dá siná que tá querendo
Tudo apresenta na vista,
Comparo com o truquista
Trabaiando bem ativo
Dexando o povo enganado,
Os óios pissui dois lado,
Positivo e negativo.

Mesmo sem nada falá,
Mesmo assim calado e mudo,
Os orgo visioná
Sabe dá siná de tudo,
Quando fica namorado
Pela moça despresado
Não precisa conversá,
Logo ele tá entendendo
Os óios dela dizendo,
Viva lá que eu vivo cá.

Os óios conversa munto
Nele um grande livro inziste
Todo repreto de assunto,
Por izempro o oiá triste
Com certeza tá contando
Que seu dono tá passando
Um sofrimento sem fim,
E o oiá desconfiado
Diz que o seu dono é curpado
Fez arguma coisa ruim.

Os óis duma pessoa
Pode bem sê comparado
Com as água da lagoa
Quando o vento tá parado,
Mas porém no mesmo istante
Pode ficá revortante
Querendo desafiá,
Infuricido e valente;
Neste dois malandro a gente
Nunca pode confiá.

Oiá puro, manso e terno,
Protetó e cheio de brio
É o doce oiá materno
Pedindo para o seu fio
Saúde e felicidade
Este oiá de piedade
De perdão e de ternura
Diz que preza, que ama e estima
É os óio que se aproxima
Dos óio da Virge Pura.

Nem mesmo os grande oculista,
Os dotô que munta estuda,
Os mais maió cientista,
Conhece a lingua muda
Dos orgo visioná
E os mais ruim de decifrá
De todos que eu tô falando,
É quando o oiá é zanoio,
Ninguém sabe cada óio
Pra onde tá reparando.

Patativa do Assaré postado originalmente em “NaCarla”

CASA DO POETA


http://nacarla.blogspot.com/2008/03/linguage-dos-io_05.htm

Anúncios

4 Comentários »

  1. Orgulho-me sempre por ser brasileira, tendo em nossa cultura contribuições tão maravilhosas para nossa cultura.

    Comentário por Maria Ivoly — terça-feira, 31 \31\UTC março \31\UTC 2009 @ 19:55 | Responder

    • Cara Maria Ivoly, realmente a contribuição de Patativa para a poesia matuta, cabocla e não menos culta e crítica social é imensa. Tendo escrito mais de uma dezena de livros poéticos e mesmo declaradamente semi-analfabeto, sua mente fervilhante e literária nos brindou com isso que você leu e muito mais. Traduzido em outras línguas não deixou de ser grandioso na sua temática regional e porque não universal. Obrigada pelo seu comentário atento e realmente ambos partilhamos do bom gosto que é – ler Patativa do Assaré. Um forte abraço poético, leitora amiga.

      PS: Caso queira, poderá assinar nosso serviço de newsletter na barra lateral de nosso blog escolhendo a opção que melhor se adapte aos seus interesses literários.

      Comentário por Thelmo Mattos — terça-feira, 31 \31\UTC março \31\UTC 2009 @ 22:43 | Responder

  2. Patativa você é o melhor escritor do mundo.
    Parabeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeens!

    Comentário por Priscila — sábado, 14 \14\UTC março \14\UTC 2009 @ 15:14 | Responder

    • Nós também achamos Priscila. Patativa é como o nome diz a ave canora por excelência da nossa cultura popular e de cordel.

      Comentário por Thelmo Mattos — terça-feira, 17 \17\UTC março \17\UTC 2009 @ 19:22 | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • RSS DICAS DE LIVROS

  • RSS ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES

  • RSS NOTÍCIAS DO DIA SOBRE POÉTICA

  • RSS NOTÍCIAS DO DIA SOBRE LITERATURA

  • RSS POESIA DO LEITOR

  • .

    Valéria Kühl Sofonof… em Biblioburro – uma biblio…
    silmara de souza,de… em Leia as mais recentes notícias…
    Thelmo Mattos em REBELDE POESIA
    Thelmo Mattos em REBELDE POESIA
    Thelmo Mattos em LIVROS MAIS VENDIDOS NO BRASIL…
    gabriella em REBELDE POESIA
    gabriella em REBELDE POESIA
    Maria Um Nome Lindo em Biblioburro – uma biblio…
    Fatima em Biblioburro – uma biblio…
    Henrique Rishi em 25 ALTERNATIVOS CULTURAIS IMPR…
  • Nos leram...

  • contador de acessos
  • ESTATÍSTICAS

    Blogalize
  • Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

    %d blogueiros gostam disto: